sexta-feira, março 19

Diretor da Hardcore esclarece

Steven Allain, diretor editorial da HC, esclarece e repercute com os leitores do Alohapaziada sobre a capa (imagem acima) e a página 10 da nova edição da revista Hardcore que já está nas bancas. Tomei a liberdade de publicar o texto na integra.

Para se familiarizar com a estória leia antes aqui e depois os comentários aqui.

Caro DSC.
Brother não encontrei teu nome no seu blog, por isso vai a sigla mesmo. Li teu comentário no blog do Máurio e achei que seria legal responder tua questão. Aproveitei pra copiá-lo nesse email.

Tenho certeza de que você está a par do processo jornalístico e sabe que nenhum veículo que se preze vende espaço editorial, muito menos a capa. Na HARDCORE não é diferente. Isso eu te garanto, pois toda a escolha de fotos é feita pela redação. A galera do comercial (e as marcas) não sabe quem é a capa até ela sair da gráfica.

Quero deixar claro que nós da redação buscamos SEMPRE colocar um brasileiro na capa - bem como no resto da revista. Brazucas sempre tem prioridade. Mas um problema que enfrentamos é que nem sempre temos fotos boas de brasileiros. Na última edição, queríamos muito dar uma manobra pra variar das últimas edições e essa do Granger Larsen acabou emplacando.

Só para te dar um exemplo, hoje chegaram aqui dezenas de fotos insanas feitas ontem em The Box, West Austrália. Tá todo mundo lá pro WQS, mas não tem uma mísera foto de brasileiro – e ambos fotógrafos ficaram o dia todo atracados no canal. Ou seja, das dezenas de brasileiros em Margaret River, nenhum caiu no mar - já Parko, Taj, Andy e vários que você nunca ouviu falar (assim como o Granger) caíram. Então veja meu problema: agora faço o que, sacrifico altas fotos, só porque os surfistas não são brasileiros? Pra você ver o que enfrentamos diariamente.

Não podemos sacrificar qualidade editorial apenas pra botar um brasileiro. É por isso que volta e meia, quando é um fotão, acabamos publicando um gringo. Mas te garanto brother, temos tezão mesmo é de colocar os brazucas, sempre - não há nada melhor que reconhecer um dos nossos.

Gastei esses minutos aqui te explicando isso tudo pois, por um lado, fico muito chateado quando insinuam que a HC é vendida ou baba-ovo de gringo – nada podia estar mais longe da verdade. E por outro, caras antenados como você são exatamente os leitores que a gente quer atingir – por isso acredito ser válido explicar nossa posição.

Máurio, quanto a capa, está respondido. Agora fala a verdade, você não gostou de ver Matt Archbold na página 10? Nós adoramos a foto, principalmente por que era do Archie, lenda que tenho certeza inspirou você tanto quanto a mim. De qualquer maneira, repercussão e feedback são sempre positivos, por isso agradeço o de vocês.

A porta está sempre aberta pra sugestões, críticas, idéias e prosas.
Abraço e boas ondas!
Steven

3 comentários:

Hugo Castro disse...

Legal a resposta do Steven... no mais concordo com tudo que ele disse, se tem um material bom que não é brasuca, para que jogar fora esse material???

Considero a HC a melhor revista de surf do Brasil, não é a mais "culta", mas não é isso que busco numa simples revista de surf, e creio que a maioria tb não busca isso... mas é uma revista de comportamento, atitude, e tb possui bons textos e excelentes fotos.

Acho que a HC valoriza e mto o surf nacional, já assinei ela por algum tempo e todas as revsitas que recebi, isso mesmo todas, tinham destaques em matérias brasucas, como surfistas e picos ao redor do nosso Brasil.

Parabéns pela aitude Steven.

to disse...

bem com o lance da internet as revistas perderam mercado mas mesmo assim ainda sao influentes no meio do esporte(surf)
CONCORDO com a resposta do cara da hc e penso que a discussão deve ser muito mais ampla que somente se vai ou não gringos na capa da revista....há muitos outros temas já levantados que contribuem para o abismo entre brasileiros e gringos( estamos com um numero infimo no wct e os que estao la sempre lutam pra se requalificar, nos ultimos tres anos , a exceto do mineirinho) o nivel do surf deles é melhor, as ondas que surfam sao melhores, as pranchas, os equipamentos, a infra estrutura como um todo..
mas o brasileiro tem provado que quando tem investimento em si e seriedade pode fazer frente aos tops haja vista o exemplo do mineiro
agora na nova geraçao muitos sao promessa(jadson, alejo, pupo, medina, ibelli) o tempo vai dizer se eles seguirao o caminho do mineiro ou de tantos outros outrora promessas e hoje apagados ou sumidos do cenario
aloha
daniel caldas

Anônimo disse...

É impressao minha mas a capa da harcore é a mesma foto da Surfing deste mes?