sábado, junho 30

Mar de lama...

Jornalista, crítico musical, o carioca Nelson Motta dispensa maiores apresentações. Já o escutava diariamente na rádio Itapema. Agora, por influência do meu camarada Castro Pereira, tenho também conferido seu site. Lá fiz o meu cadastro e desde então tenho recebido verdadeiras pérolas. Separei essa que nada tem haver com surfe. Mas, como dizem por aí que política é pra quem não pega onda...

Ao rasgar a alma, expor as vísceras e se dizer vítima de tentativa de assassinato moral, o senador Renan Calheiros pode até ser muito inteligente, como diz sua ex-amada Mônica, mas o estilo é brega demais.

O veterano senador Gilvan Borges foi direto ao ponto, com autoridade: “Se for investigar todos os senadores a fundo e levá-los ao Conselho de Ética, não sobra um”.

Mas não é verdade: sobram todos.

Só os idiotas não perceberam que os Conselhos de Ética não foram criados para punir os parlamentares, mas para protegê-los. Se julgados pela Justiça, mesmo em seus foros privilegiados, eles estão submetidos às mesmas leis e critérios que todos os cidadãos. No Conselho, são julgados pelos colegas, entre o espírito de corpo e o de porco, a solidariedade corporativa e a formação de quadrilha. Não pode mesmo dar certo, na verdade é feito para não dar certo. Sabe como é, brasileiro é muito sentimental.

Com Renan e Roriz sob os holofotes - um tentando provar que tinha e o outro que não tinha dinheiro - o Senado passou a bola da vez e a turma da Câmara está festejando: é um duplo alívio nas atribulações de boa parte de seus membros. A cada novo escândalo, os envolvidos no anterior comemoram: já quase nem se fala em Zuleido e na Operação Navalha. Ninguém se lembra mais os nomes dos sanguessugas. A imprensa e o público estão viciados em escândalos, querem sempre mais, mais fortes. E os envolvidos também.

Ao se solidarizar com Roriz, Renan estava principalmente agradecendo ao correligionário e colega pecuarista por ter dividido o fogo da imprensa com ele. Sabe como é, uma mão suja a outra.

Roriz, depois de muito chorar, rezar e pedir compaixão a seus pares, aguarda sereno e confiante o próximo escândalo.


Clique aqui e fique também em Sintonia Fina com Nelson Motta.

E estando lá aproveite para ouvir o eterno Tim...

Um comentário:

castro pereira disse...

Vc, vc, vc, voce....Caracas irmão!!!
Cuidado, jornalista,neste nosso planeta brasillis anda na mira de alça.Mas ficou mais uma peróla do blog.Nota dez pela inspiração.