quinta-feira, abril 24

Pra confundir qualquer um...

6h22 - Joaquina.
Esquerdas alinhadas de 2,5m quebram solitárias.
A pedra careca parece estar localizada na beirinha. As ondas quebram lá fora. Dois surfistas já estão sentados no outside e aguardam pela boa.

6h43 - Mole.
Direitas pra lá de volumosas oscilam entre 2,5m a 3,0m na Ponta do Dragão. Ninguém na água. Sou o primeiro a estacionar o carro em frente ao Aragua e acompanhar uma série de cinco ondas varrendo a praia. É uma só linha e une o canto esquerdo (Gravatá) ao direito (Galheta).

O mar subiu! A ondulação voltou a predominar de sudeste, ainda com influencia de leste. Aos poucos a ondulação vira para o quadrante sul. Mar forte, ondas intensas, séries constantes...

Já havia a indicação de que o período dessa ondulação aumentaria de 11 para 12 ou até 13 segundos. Uma forte ondulação desde terça-feira agita a costa brasileira com o ápice do swell previsto para essa quinta-feira, 24 de abril. Tem onda em tudo quanto é canto.

Ao chegar em casa, próximo do meio-dia, fui conferir as fotos dos picos e matar a curiosidade das ondas dessa manhã nas principais praias pelo Brasil nos sites considerados “especializados” e com serviço de surfcheck.

O que se vi foi um festival de informações desencontradas (textos mal elaborados, tamanho de ondas errados, ondulação incorreta, além de fotos não atualizadas). Pra quem deseja ir a praia melhor não conferir na Net. O que não falta é informação pra confundir o internauta.

Sei que não é fácil manter esse tipo de serviço no ar em função dos custos elevados: Tem o combustível diário, as despesas com o automóvel, manutenção dos equipamentos fotográficos, além de disponibilidade de tempo e disposição para acordar cedo, bater as fotos de cada praia e em seguida colocás-la no ar.

É muito compromisso e uma dose exagerada de responsabilidade pra pouco retorno financeiro (querendo ou não é o que nos move). Mesmo nos dias de hoje existem bem poucos investidores, anunciantes e patrocinadores para esse tipo de serviço na net.

Agora uma coisa é certa: não adianta manter algo no ar sem a mínima qualidade e clareza nas informações.

Na minha opinião o site Waves é disparado o que oferece o melhor serviço nesse segmento, porém precisa encaminhar alguns dos seus colaboradores de textos dos boletins, urgente, para um curso intensivo de lingua portuguesa.

Site Surfreporter:
Dica para melhorar o serviço:
As fotos de alguns picos permanecem desatualizadas.

Site GoSurf:
Dica para melhorar o serviço:
Tirem do ar os links das praias de Garopaba e Imbituba ou contratem novo foto-surfe-repórter. Segue desatualizado há um bom tempo. Só a praia do Silveira tem imagem com texto. E esse ainda errado.

Site do Rico:
Dica para melhorar o serviço:
Sabe aquele ditado que diz que uma imagem vale mais que mil palavras. Deixem só as fotos. Hoje na Mole – onda de 2,5m a 3,0m e a prancha mencionada como a ideal para o banho: hot dog.

E não precisa nem procurar muito. Existem aos montes "sites especializados" dentro desse mesmo perfil. Ah! outra coisa, já ia me esquecendo: A foto acima que ilustra o post é antiga, de arquivo. Hoje tinha o dobro de tamanho...

4 comentários:

Thiago Dorta disse...

Pô Maurio, show teu blog! Te vi no Surf4ever.

Seus comentários são concretos, acho que falta essência do Surf para os caras, ao meu ver, eles querem é visitas e não um conteudo interessante e informante.

É isso aí, parabéns..

Boas Ondas,

Peace
Thiago

Rafael"Tanga" disse...

Boa Máurio!!
Mandou bem nessa!!
Esses sites especializados precisam ter mais competência! Fotos mal batidas, textos mal escritos! Sem contar sites desatualizados!
Sabemos que é difícil manter esse tipo de serviço, mas como você mencionou, no mínimo as informações postadas precisam ter de qualidade e informações corretas!

Valeu!
abraço!

ea disse...

ai maurio
que tu acha da rapaziadinha da ilha que ta fazendo um trablaho novo ai
www.surfdomingo.com.br

Anônimo disse...

Good, very good.Tanks a lot.
Castro