sexta-feira, janeiro 4

É verão!

Tem alguém aí?
Tem alguém aí do outro lado da tela do computador?
Com todo esse sol lá fora. Com todo esse calor...
Tá todo mundo na praia!

Quarta-feira – 2 de janeiro.
Saí de Itapirubá, Imbituba, às 6h30 da matina, passei na praia da Vila para dar aquela olhadinha no mar e às 7h00 já estava na estrada. De lá até Floripa – cerca de 90 Km, levei, pasmem, 5 horas no trânsito, dentro do carro, só de primeirinha, curtindo as “paisagens” de uma BR101 que insiste em não ser duplicada...

Eu também quero ficar na praia!

Na Ilha, não está diferente. É gente pra tudo quanto é lado. Ir para a região da Lagoa da Conceição no fim de tarde virou um verdadeiro caos. A fila você já pega no bairro do Itacorubí, bem antes da subida do Morro da Lagoa. Se o ar condicionado do seu carro estiver quebrado, prepare-se para derreter com sol na mulera e os termometros nos 32ºC. De ônibus então. SOCORRO!...

E o lixo na praia? Meu Deus! Que gente porca.
Hoje, sexta-feira, logo no clarear do dia estive na Joaca e não acreditei. O cenário era de pós guerra. Muito, mas muito lixo deixado nas areias da velha Joaquina. E na Mole não está diferente. E em Palmas (Gov. Celso Ramos) um amigo me disse que também tem muito lixo por lá. Até na RBS-TV, foi veiculada uma imagem (foto) das areias da celebrada, cultuada, Jurerê Internacional imunda. Educação e respeito os turistas granfinos esqueçeram em casa.

É Beda, não está mole não. Tem gente saindo pelo ladrão aí em Imbituba, em Garopaba, no Farol de Sta Marta, Floripa, Balneário Camboriú...

Assim como as águas-vivas os EC’s também estão por toda parte.
É o verão meus queridos. Relaxe, ele passa logo...

2 comentários:

Tora disse...

A falta de educação é lamentável.

Abraço

Beda Batista disse...

Máurio, o negócio tá feio.
Cara, a mesma percepção, do que estás falando sobre o lixo na praia, tive na última sexta-feira na paradisíaca (até quando?) Praia do Rosa. Fui dar um banho no fim-de-tarde lá e não acreditei. Como essa galera é porca e sem consciência. E é tudo filhinho de papai, que estuda em bons colégios, tem grana, carro do ano e deixa lixo na praia, bituca de cigarro, papel das baladas, garrafas de água mineral, camisinha e por aí a fora. A minha filha de 10 anos que sempre me surpreende ficou chocada com aquilo e inclusive comentou comigo: "Que coisa feia, né pai, todo esse lixo na praia?
Falta muito para sermos civilizados, infelizmente!

abração,

Beda.