segunda-feira, setembro 4

O clássico das ondas vai rolar...

Foto: Invasão Surfigueira
O Clube de Regatas Vasco da Gama já patrocinou surfistas. O Flamengo também. Isso no início dos anos 90, quando os cofres desses clubes estavam cheios... Se não me engano o carioca Victor Ribas competiu em algumas provas com adesivo do Flamengo colado na prancha. Lembro também de assistir pela tv, Guilherme Tâmega despencando em Pipe com o distintivo do Vasco nas bordas do seu body board. Cheguei a ler, mas não lembro onde, que o surfe e o futebol não se misturavam.

E realmente durou pouco! As torneiras fecharam logo após a aprovação da Lei Pelé, e “dirigentes” como Eurico Miranda e Kléber Leite tiveram que apresentar cada qual em seu clube, as obscuras prestações de contas, daí o livro caixa... Mas isso é uma outra história...

Agora, novidade mesmo, original, foi a criação da Torcida Surfigueira. A primeira e única torcida do mundo, ligada ao futebol e reunindo surfistas. A coisa surgiu e criou forma de uma maneira bem despretensiosa.

No ano passado, com a passagem do circuito mundial de surfe profissional pelo litoral catarinense, o norte-americano tri-campeão Tom Curren, foi assistir ao jogo entre Figueirense e Juventude pela série A do Brasileirão. E os donos da casa, comandados por Edmundo, golearam o time gaúcho de Caxias do Sul.

Curren, pé quente, vestido com a camisa alvinegra, ao final do jogo ainda bateu bola com Edmundo. A partir daí foi criada a Torcida Surfigueira, mas o seu lançamento oficial aconteceu de verdade na decisão do campeonato estadual desse ano no jogo envolvendo Figueira e Joinville no estádio Orlando Scarpelli.

A Torcida Surfigueira tem hoje pouco mais de 150 sócios, entre sócios fundadores (todos pegam onda) e sócios simpatizantes. Entre seus fundadores estão, Teco Padaratz, os irmãos Cauê e Luan Wood, André Barcellos, Gabriel Piccoli, Jefferson Lopes, Stweson Crippa, os irmãos Ruba e Fabiano Farias, Xandi Fontes, além de donos de surf-shops, representantes, juízes e organizadores de campeonatos.

O desafio está lançado, e nesse próximo domingo, dia 10, o bicho promete pegar no primeiro clássico do surfe nas ondas da Praia Mole com a disputa do “Taça Alohapaziada”, envolvendo surfistas da Torcida Surfigueira e surfistas do Avaí Futebol Clube, rival do time alvinegro na cidade, comandados por Diego Rosa, Davi Husadel, André Moi, Ícaro Ronchi e cia...

Outras torcidas podem surgir: SurFla, SurFlu, SurFogo. Que tal?
Bons “clássicos” prometem rolar também no outside...

Um comentário:

andré paiva disse...

... é o AVAE...É O AVAEE...
parabéns galera, sou Avaí, mas vcs merecem, organização e amizade são boas coisas sempre!