segunda-feira, setembro 25

Dura realidade...

Mineirinho salvou a lavoura.
Começou em Hossegor na França mais uma etapa do Tour. No sábado acordei cedo e antes de sair para conferir as condições do surfe, assiti pela Sportv algumas baterias da primeira fase. Confesso. Não vi nada de novo. Principalmente dos brasileiros! Em ondas tubulares, pesadas, com predomínio de direitas, dos 8 surfistas aqui da terrinha, apenas Mineirinho, Peterson e Raoni, conseguiram (ufa)! avançar para o terceiro round.
Yuri até que surfou bem, mas Damien Hobgood estava mais solto e mais vertical. Pedrinho Henrique segue aprendendo no Tour... e não consegue ganhar de ninguém. Acho que não venceu nenhuma bateria nesse ano no WCT. Suas apresentações estão muito aquém do que se espera de um top profissional. Nunes, Vitinho e Paulo Moura tentam buscar a vaga perdida pela repescagem.
Com esse surfe burocrático, e sem criatividade também não vão muito longe...

Um comentário:

Jefferson Lopes/shaper disse...

Faço das suas, as minhas palavras. Concordo em gênero, número e grau com a constatação de que estamos longe de termos alguém com reais chances de um título mundial. Aqueles 40 e tantos anos a mais de história no surfe fazem uma diferença.....