sábado, setembro 12

Mar raivoso.

O mar hoje não tá pra peixe, meu irmão...



Essa é lá do fundo do baú. São imagens do filme Menino do Rio, sucesso de público e bilheteria nos cinemas de todo Brasil em 1981. São quase 9 minutos pra relembrar (coisa medonha) e para os mais novos serve como (?) pensei, pensei e não achei uma palavra pra completar a frase – ajude aí, por favor...

Tem as pranchas Energia, Valente (André di Biase), Pepeu (Ricardinho Graça Melo), Claudia Ohana, Sergio Malandro, antes de fazer sucesso com a “Porta dos Desesperados” no canal do titio Silvio, além de Cláudia Magno e até o Evandro Mesquita (Paulinho) criando um clima com uma gaita de boca.

Confira as cenas (fortes) da morte do Pepeu.
Não vai chorar, hein?

3 comentários:

Surf4ever disse...

Dramalhão pouco é bobagem! Naquela época o Serginho Malandro ainda passava nesse papel, mas agora não de de ver ele chorando que a gente já acha que é palhaçada tb. A touca de natação pra surfar é muito style. Naquele ritual ali, eu queria ver a prancha com a mochilinha passando a arrebentação sozinha... Agora, Maurio, fizesse propaganda enganosa pra raça assistir o vídeo no teu blog: eu pensei que ia aparecer a mata atlântica da Claudia Ohana, não f#d&!
Abraço! Ganhamos uma, ufa!
Gustavo

Tora disse...

Putz, que pérola tu cavocou em Maurio. Um clássico.

LUIZ disse...

HÁÁÁ... MEUS DEZESSETE!!!
fOI O MELHOR FILME DA ÉPOCA.É AS COISAS MUDARAM!.
O PEPEU ERA DO BALNEÁRIO, IA DE BUZÃO COM O MAURIO E ARAPAZIADA PARA A BARRA DA LAGOA. HAHAHA!
BONS TEMPOS.
ABRAÇO.