sábado, agosto 11

Queiram ou não...

“Dizem que a mulher é o sexo frágil, mas que mentira absurda. Eu que faço parte da rotina de uma delas, sei que a força está com ela”...

E não é que o “tremendão” Erasmo Carlos tem toda razão! Que o digam Raoni, Neco, Vitinho, Pig, Léo, Pedra e Mineirinho. Após um início de temporada calamitoso em termos de resultados expressivos no Tour da ASP só mesmo uma mulher para nos salvar.

Jacque ninguém disse nada até agora (com o perdão pelo trocadilho), a brasileira venceu nesse ano duas provas, um seis estrelas em Margaret River na Austrália em março, e nesse sábado, 11 de agosto, o cinco estrelas disputado nas geladas ondas de Fristal Beach na Inglaterra.

O melhor surfista brasileiro no Tour é uma mulher. Gostem ou não...

3 comentários:

bira schauffert disse...

comecei a trabalhar com a jacque em 1989...olha quantos anos já se passaram...agora depois de 11 temporadas na asp ainda vejo a jacque competindo como uma garra e determinação impressionante, a motivação é de um grommet e o surf de master!!!q maravilha ve-la assim tão determinada!!! valeu maurio pelos elogios...!!

jefferson lopes disse...

E não é só isso. Agora ela esta em primeiro lugar no ranking do WQS e tem a possibilidade de se sagrar Bi-Campeã do mundo na segunda divisão. Dá-lhe Manezinha!!!

bira schauffert disse...

caro amigo jefferson lopes...é importante informar que não existe segunda divisão no surf...tanto é que a Jacqueline que faz parte do seleto grupo do wct é a atual lider do wqs 2007..a divisão de acesso!!!Se wqs fosse 2 divisão a jacque sendo membro da 1 divisão não poderia competir neste ranking, certo?? Abração! Bira