quarta-feira, agosto 22

A casca dourada inútil das horas...

A vida são deveres que trouxemos para fazer em casa.
Quando se vê já são seis horas!
Quando se vê, já é sexta-feira...
Quando se vê, já terminou o ano...
Quando se vê, passaram-se 50 anos!
Agora, é tarde demais para ser reprovado...

Se me fosse dada, um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio.
Seguiria sempre em frente e iria jogando, pelo caminho, a casca dourada inútil das horas...
Dessa forma eu digo, não deixe de fazer algo que gosta devido a falta de tempo.
A única falta que terá, será desse tempo que infelizmente não voltará mais.

Mário Quintana.

6 comentários:

Tora disse...

Louca vida esta que nos impomos.

Giovanni Mancuso disse...

E o Mário foi-se sem que tenham lhe feito um convite para integrar a Academia. O que nos leva a questionar a seriedade daquilo...

Anônimo disse...

o dia em que o figueirinha bater no são paulo no morumbi... ae, maurio!!! esqueceu que a gente tem O MELHOR GOLEIRO-ARTILHEIRO-ARMADOR DO MUNDO!!! que o figueirinha se preocupe em bater no avaí! abraço haha, zé augusto

Maurio Borges disse...

Fala Zé. E não é que os bambis tricolores conseguiram empatar com o meu Figueirinha em pleno Morumbi com as calças na mão?... Foi quase! Mas tá bom. Ir até a Bobonera é muito longe... Melhor ficar por aqui mesmo! Empate para o retranqueiro do Mário Sérgio é um ótimo resultado... mesmo ficando de fora. Fazê o quê?
Abço

Rafael disse...

Vivemos para administrar conflitos!!
Aproveite o tempo que temos em vida!

Cineas disse...

ADULTERAR UM POEMA DE QUALQUER POETA DEVERIA SER CRIME INAFIANÇÁVEL; ADULTERAR UM POEMA DO QUINTANA DEVERIA SR IMPRESCRITÍVEL. QUEM É VOCÊ, MEU CHAPA, PARA "MELHORAR" POEMA DO QUINTANA? LEIAM O POEMA EM "ESCONDERIJOS DO TEMPO". O TÍTULO É 666 E NÃO TEM ESSA VERSALHADA IDIOTA NO FINAL. MAIS RESPEITO, MEU MANO.