quinta-feira, junho 17

Floripa underground

Noite fria. O vento sul resseca e corta a pele. Imagens (aqui) inspiradas de uma província querendo ser grande. Essa é Florianópolis, terra da máfia dos combustíveis, do inflacionado transporte coletivo, da precária mobilidade urbana e da ostentação, onde milionários de renda duvidosa e pescadores calçando sandálias de dedo compartilham o mesmo oceano...

2 comentários:

Du disse...

"É mais garantido confiar no Mercado Livre do que em algumas amigas."

KKKK, essa foi boa!

LUIZ disse...

DAI MAURIO!!

É MEU VELHO,É NOSSA CIDADE
FICANDO COSMOPOLITA,E COM ISSO,
AS AGRURAS DO CRESCIMENTO.

ABRAÇO!!